top of page

Vamos falar de Empatia!

Pai de aluno da Maple Bear Tijuca participando de atividade sobre profissões


Palavra que vem sendo muito usada ultimamente, em várias circunstâncias. Mas realmente sabemos o que é empatia?


Vamos ao dicionário. Ali se define: “tendência para sentir o que sentiria caso estivesse na situação e circunstâncias experimentadas por outra pessoa”. Em outras palavras, colocar-se no lugar do outro e até sentir, em certa medida, suas dores. Empatia não se aprende necessariamente nos livros, mas os alunos aprendem no cotidiano, no convívio em casa, e na escola. Seus benefícios são para toda a vida, e inclusive influenciam positivamente na aprendizagem duradoura, pois permitem construir uma sensação de segurança e relações mais consistentes com os demais.


Na metodologia Maple Bear, a empatia nasce na chamada aprendizagem colaborativa. Nas salas de aula os alunos têm a oportunidade de assumir gradualmente o controle sobre sua aprendizagem, em um processo compartilhado, não somente com outros alunos e professores, mas também com toda a comunidade escolar. Essa forma de aprender promove o desenvolvimento de habilidades socioemocionais, tais como cooperação, autogerenciamento e respeito pelo próximo. Também promove uma boa saúde mental e a habilidade de resolver conflitos, o que auxilia na redução do bullying escolar.


A visão de mundo da Maple Bear nasce de uma organização que valoriza a empatia e que reconhece o valor da diversidade, uma clara herança cultural canadense, uma das mais diversas do mundo. O Canadá, aliás, tem duas línguas oficiais (inglês e francês) e acolhe imigrantes do mundo inteiro. Diversidade e empatia caminham de mãos dadas na concepção do jeito de ser Maple Bear, e nossos alunos levam isso para além da sala de aula.


Não por acaso, esses valores são mais do que inspirações para educadores e diretores. São pilares. Abraçar a diversidade e a empatia significa ter força para mudar o mundo.


A Maple Bear tem valores que enriquecem o ambiente escolar e a sociedade. E, não dá para falar de educação, sem falar de sociedade.


Artigo editado da revista THE MAPLE BEAR MAGAZINE #14

8 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page